Caderno Teológico

Blog do Missionário Andrew Comings

Tancredo Neves, Cazuza, e Uma Grade de Ovos

Há alguns dias um amigo meu que mora nos EUA me mandou um e-mail–desses que as pessoas mandam para todos na sua lista de endereços–e pediu minha opinião.  O tema do e-mail era que não deve desafiar a Deus, e se fosse desafiá-lo, pode esperar uma coisa terrível acontecer na sua vida.

Como três dos exemplos cidados eram brasileiros, meu amigo quis saber os meus pensamentos sobre o assunto.  Creio eu que a alta índice de exemplos brasileiros seja porque o e-mail foi Made in Brazil.  Vou citar embaixo os três exemplos, como eles aparecem num blog brasileiro que encontrei pelo Google.

Primeiro, o triste caso do Tancredo Neves:

Tancredo Neves, na ocasião da campanha presidencial, disse: Se eu tiver 500 votos do meu partido, (PDS), nem Deus me impedirá de ser o presidente da República. Os votos ele conseguiu, mas o trono lhe foi tirado um dia antes dele tomar posse.

Em seguida, vem o coitado do Cazuza:

Cazuza, um cantor famoso, num determinado momento do seu show no Canecão (Rio de Janeiro) deu um trago em um cigarro de maconha, soltou a fumaça para cima e disse: Deus, esta é para você. Nem precisamos comentar em qual situação morreu esse conhecido cantor.

E, para findar, a lenda urbana mais popular no meio evangêlico brasileiro:

Uma turma de amigos foi buscar a última pessoa que iria com eles para uma balada. A mãe da moça, vendo aquele carro lotado e os seus ocupantes em altivos estados de embriaguez, pegou na mão da filha, que já estava dentro do veículo e disse: Filha, vai com Deus e que Ele te proteja. A filha, pra tirar uma casquinha com a cara da mãe, debochou dizendo: Só se Ele for dentro do porta-malas porque aqui já está lotado. E lá se foram os jovens para a balada. Algumas horas depois, trouxeram a triste notícia aos familiares dos jovens: o carro em que eles estavam teria se envolvido num grave acidente e todos, infelizmente, faleceram. Nesse acidente algo inacreditável chamou a atenção de todos: o carro em que estavam os jovens, com a colisão, ficou irreconhecível, mas o seu porta-malas intacto. A polícia técnica, após fazer a perícia, concluiu: Pela violência do acidente, seria impossível o porta-malas ficar intacto e quando um dos bombeiros abriu o porta-malas ficou surpreso, pois lá estava uma bandeja com 18 ovos e nenhum deles quebrado ou trincado.

Alguns observações para começar.  Procurei na internet alguma referência–fora os blogues evangélicos–que confirma a citação do Tacredo Neves.  Nada encontrei.  Pode ser que existe, mas só se o Google ainda não deu conta.

No caso do Cazuza, foi necessário sim comentar a situação em que ele morreu–pois o e-mail em inglês que roda atualmente nos EUA diz que morreu de câncer de pulmão!

Quanto à historia dos ovos, já ouvi muitas versões.  Mais uma vez, nenhuma confirmação em fonte nenhuma a não ser a blogosfera evangélica.  E alem disto, algumas perguntas se levantam.  Como é que o carro era irreconhecível, mas com porta malas ainta intacto?  Geralmente dá para identificar quase tudo sobre um carro pela parte traseira–placa, marca, modelo, etc.  E como é que a mãe ia deixando a filha entrar num carro com um monte de bébados?  E o que é que eles iam fazer com os ovos?

Mas meu problem principal com esse e-mail é teológico.  Ele mostra como a mentalidade católica (se você vacilar, Deus vai te punir de uma forma terrível!) é vivo e ativo nos meios evangélicos.  A mensagem principal do e-mail parece ser a segunite: Está vendo o que Deus fez com essas pessoas que se acharam o tal?  Eles realmente receberam o que mereciam!”

Mas espeare aí.  E aquelas pessoas que só viviam desafiando a Deus, sem nenhuma consequência.  Penso em George Burns, ator norteamericano que fez o papel de “Deus” num filme que era pura blasfémia.  Ou Hugh Hefner, fundador do império Playboy, que hoje vive na sua velhice, gozando de plena saúde e rodeado por loiras pós-adolecentes.

Quando Jeremias reclamou para Deus “porque prospera o caminho dos ímpios” era justamente porque o caminho dos ímpios estava realmente prosperando.

Então, como explicar as “peças ruins” que não morrem de enfarte, AIDS, ou num acidente terrível de carro?  Porque não recebem o que merecem?

Ou, talvez seja melhor perguntar “porque eu não recebo o que eu mereço?” Pois certamente sou tão ruim quanto os exemplos acima.

Quando a gente observa a morte súbita de alguem e encara como castigo divio por algum pecado, devemos perguntar “Porque então continuo vivo?”

A única reposta possível é a Graça insondável e não-merecido de Deus.  Ele faz chuver nos justos e injustos (isso se chama graça comum), e espera com paçiênca o arrependimento daqueles que ele chama para a salvação.

Voltando para o e-mail, tambem temos que ter cuidado com as implicações quando afirmamos que tal evento era julgamento de Deus.  Por exemplo, um dos acontecimentos citados é o conhecido caso do Titanic:

O famoso navio Titanic, na ocasião em que foi construído, foi apontado como o maior navio de passageiros da época. No dia de entrar em alto-mar, uma repórter fez a seguinte pergunta para o seu construtor: O que o senhor tem a dizer para a imprensa quanto à segurança do seu navio?.O homem, com um modo arrogante e em tom irônico, disse: Nem Deus poderá afundar o meu navio. O resultado: foi o maior naufrágio de um navio de passageiros do mundo! Muitas pessoas perderam suas vidas.

Muitas pessoas, inclusive muitos que não tinham nada a ver com a declaração do capitão (ou será que foi um artigo numa revista…ou uma placa na construção).  Será que Deus achou necessário matar 1517 pessoas para “ensinar uma lição” ao capitão blasfémio?  Se afirmar que o disastre do Titanic foi o castigo de Deus sobre um homem, é exatamente isso que está dizendo.

Creio que as vezes projetamos as nossas reações em Deus.  Queremos que Deus aja de certa maneira porque é exatamente assim que nós iamos nos agir.  Mas os pensamentos de Deus são muito mais altos do que os nossos.

Quando encaramas essas supostas incoerências, uma pessoa “má” vivendo até 100 anos enquanto uma pessoa “boa” morre cedo de câncer, podemos descansar na soberania de Deus, agradecé-Lo pela Sua graça, e nos alegrar na Sua salvação.

E para a pessoa que está atualmente desafiando a Deus, você pode até viver uma vida longa e confortável aqui na terra.  Porem um dia vai ter que encarar a Deus.  Aí que você vai receber o fruto de sua rebelião.

30 Comentários»

  Carlos wrote @

Este seu post foi muito pertinente, concordo e compartilho desta mesma crítica. Acho muito importante constatar os fatos antes de citá-los como exemplos quer seja em pregações ou converças formais. Estamos vivendo na época dos abusos informativos cometidos em nome de Deus. Parabéns pelo post.
Se possível visite também “meu” blog.
http://www.lentesespirituais.blogspot.com

  Marcos wrote @

Excelente artigo!
Você soube afinar as idéias, de forma precisa e clara, tendo em vista a enormidade de informações imprecisas que circulam na Internet.
Que Deus continue o abençoando na propagação da Palavra.

  Andrew Comings wrote @

Marcos,

Fico muito agradecido. Se saiu algo de valor para você, toda glória vai para Deus!

  Aniinhá wrote @

Exelente !!!

  Andrew Comings wrote @

Carlos,

Desculpe a demora para o seu comentário aparecer no site. Parece que o WordPress identificou como spam.

Já fui para o seu blog, e achei muito bom. Inclusive, coloquei um link para ele na barra lateral.

  Marcos wrote @

Pastor Andrew,
se puder, dê uma olhadinha no blog que escrevo: “COMPARTILHANDO”.
Link:
http://www.marckmelo.blogspot.com

  Andrew Comings wrote @

Marcos,

Olhei, gostei muito. Já inclui no blogroll.

  fernando carlos wrote @

Ótimo, muitas pessoas ainda continuam a acreditar num Deus mal, “que está com um chicote pronto a bater em todos akeles ke errarem o alvo”, eskecendo ke de fato Ele eh amor, compassivo e tardio em irar-se e pronto a perdoar, visto isso na vinda de Teu Filho.

  Romulo wrote @

Talvez vocês não estão vendo as coisas da maneira devida, Deus poderia facilmente colocar como destino de uma pessoa blasfemar contra ele e morrer por ter chegado sua hora, para nos alertar de sua existencia..
Quem sabe se fosse verdade “suposição” Tancredo tivesse vindo a terra com esse objetivo…

Quanto a veracidade dos casos eu so sei que a do Titanic é verdadeira até onde eu sei…

Cazuza acho que morreu de aids… alem do mais se deus fosse matar todos que lhe oferecem maconha teriamos mais casos para debater….
No caso do Titanic
Poderia ter sido o destino de todas aquelas pessoas morrerem, e o que o capitão disse apenas uma forma de dizer que no mundo jamais vamos estár acima de deus…

Quanto o caso do ovo o fato de ter sido dito que o carro estava irreconhecivel é uma maneira de dizer que o carro “acabou” não que nao tinha como reconhecer o nome do carro ou a marca…
Quanto o ovo no porta malas ai sim é uma pergunta boa….a unica explicação para o ovo ter ido parar la são 2 e um pouco absurdas…
Por motivo de milagre, deus resolveu colocar o ovo dentro do porta malas; ou aquela familia havia feito compras em algum mercado e esqueceu dele ali…Duas opções meio dificeis de aceitar…provavlemente essa historia do ovo foi inventada…

Topico interessante…
Ter fé nao e acreditar no milagre e sim aceitar quando ele não aconteC…
te mais ae

  Milene Guimarães wrote @

Olá! Acabei encontrando esta página por acaso, pois estava pesquisando sobre um entrevista a respeito do cazuza, de abril de 1989. Acabei entrando sem querer aqui. Fui lendo seu post e concordo com o que diz a respeito de “acusarem Deus” de determinados acontecimentos infelizes.Só descordo com sua colocação: “a mentalidade católica (se você vacilar, Deus vai te punir de uma forma terrível!) é vivo e ativo nos meios evangélicos.”
Tive que me pronunciar, como católica. Não acreditamos em Deus vigativo, e sim no Deus Misericordioso. Deus vingativo era a figura que usava-se no antigo testamento. Mas com a chegada de Jesus começaram a entender que Deus era muito mais amor que eles pensavam. É válido lembrar que é MAIORIA DOS PROTESTANTES que não lêem o novo testamento, e se prende ao antigo, inclusive à imagem de Deus vingativo.
Acredito na justiça de Deus, mas sobretudo em sua Misericordia Infinita, que perdoa o ladrão q se arrepende ao seu lado na cruz, perdoa a prostituta arrependida, chama ao cobrador de impostos para ser su discípulo, entra na casa de zaquel…
Bom, só acho que você não deveria sair por aí falando da doutrina que não conhece a fundo. Ou que pensasse mais antes de escrever essas suas colocações. Use seu blog para evangelizar, não para afrontar ou julgar a religião dos outros! assim vc estará, com certeza fazendo a vontade de Deus!!!!
Deus abençoe!

  Andrew Comings wrote @

Milene,

Muito obrigado por ter passado aqui no nosso humilde blog. Fiquei muito satisfeito com a sua visita, e a sua participação.

Quanto à sua colocação, fico grato em saber que você já conheceu o Deus misericordioso. Com certeza existem muitos católicos igual à você. No meu artigo, porem, refiro-me à dogma oficial da igreja católica. Tal dogma ensina (por exemplo) que, mesmo que Cristo morreu em expiação pelos nossos pecados, teremos ainda que pagar tais pecados durante anos e anos no purgatório. Vivo e trabalho em uma das regiões mais católicas do país (o vale do Crariri, no Ceará) e vejo como o povo é metido em superstições e medo. O medo de não ofender a Deus rege todos os aspectos da vida…um simples ato de passar de frente de uma igreja sem fazer o sinal da cruz pode trazer terríveis consequências.

E a Igreja Católica Romana faz nada para mudar essa mentalidade. Como fazer, quando esse medo é a sua maior fonte de renda. O Tetzel se sentiria em casa neste ambiente.

Fiquei muito confuso que, depois de me castigar por ter feito acusações sem pensar bem, você acusa os protestantes de não lerem o Novo Testamento. Não sei quais são esses protestantes aos quais você se refere, mas não são os que eu conheço.

Pelo contrário, ontem mesmo estive falando com um amigo meu que era católico, e hoje é protestante. Ele me disse que, quando ele foi falar com o padre sobre suas dúvidas espirituais, o padre perguntou se ele estava lendo a Bíblia. Meu amigo disse que não, e o padre disse “pois não leia não, vai só te confundir.” Eis o compromisso católico com a Bíblia. E infelizmente este caso não é isolado, de forma alguma.

Mais uma vez fico feliz que você obviamente preza o Novo Testamento…porem afirmo que tal atitude é rara nos meios católicos, e nem representa a doutrina oficial da Igreja.

Gostei muito dos exemplos bíblicos que citou, principalmente do ladrão na cruz. Lembre-se de que Cristo falou naquela ocasião? “Em verdade te digo que HOJE estarás comigo no paraíso.” Este sim, e o Jesus misericordioso, que pagou o preço de TODOS os pecados daquele ladrão. Nada de purgatório, nada de precisar pagar pelos seus próprios pecados, nada de experimentar a ira de Deus.

Então, Milene, pergunto a você, como católica, onde está a sua fé? Você pensa que seguir os rituais da Igreja vai conceder alguma graça, ou já colocou toda a sua confiança na obra feita por Cristo na cruz?

Mais uma vez, obrigado pela sua visita, e será sempre bem vinda por aqui. Que Deus lhe abençoe!

  Carla wrote @

Bom vc falou mas não pesquisou os fatos.Se digitar no Google “Tancredo Neves nem Deus me impediá” vc vai achar até em enciclopédias que ele realmente falou…Cada um tem sua crença, vc não devia ficar brincando com isso, mas continua desafiando Deus, vamos ve se vc não é o próximo…Será que ainda está vivo?

  Andrew Comings wrote @

Carla, será que você realmente leu o artigo? O seu comentário ilustra exatamente o que estou tentando dizer.

  Neilton Rafael wrote @

Seu comentário é sem dúvida esclarecedor, creio que com a sua dissertação, ficará claro para todos a forma fútil com é despejada na internet milhões de informações infundadas. Sei porém, que acreditas em um Deus como dizes, soberano e misericordioso, que na sua didática usa momentos trágicos para ensinar ao homem verdades espirituais, seja dentro ou fora de Sua casa. Com certeza, muito casos têm sido didaticamente usados por Deus para ensinar ao ser humano e que, com certeza é muito melhor sofrer aqui uma correção que me faça voltar para Deus ou mim inspire conserto por ver acontecimentos terríveis na vida de quem não creu na Palavra ou debochou dEla do que encontra-me com Deus “intacto” e ser lançado fora de Sua Presença. Sei que muitas coisas que são atribuídas a Deus (mesmo que comprovados os fatos), não O teve como autor, porém mesmo as coisas em que simplesmente ELE permitiu que acontecesse, trazem uma maravilhosa pedagogia Divina para nosso ensino em toda e qualquer área de nossa vida.

  Joel wrote @

Meu Caro Andrews:

Católicos e Evangélicos são Cristãos. Seja qual for a denominação, em todas elas existem distorções e enganos. Interesses políticos e financeiros levam os líderes religiosos (padres, pastores, rabinos e ayatollahs) a conduzirem seus rebanhos de acordo com esses interesses. Acusam o catolicismo de manter o povo sob controle para auferir lucros financeiros. Os líderes humanos evangélicos também o fazem. Os outros já citados, idem. Apesar de não ser religioso, estudo as religiões e digo a você que, basta um olhar mais acurado sobre elas para perceber que são dogmáticas e fundamentalistas. Para evangélicos, católicos são idólatras. Evangélicos também porque adoram a bíblia, embora não admitam. A bíblia é posterior ao Cristianismo e quem traduziu os livros foram os primeiros católicos, embora alguns escritos tenham ficado fora dela. A Igreja Católica foi responsável por violências inomináveis. Evangélicos também.Islamicos, nem precisamos dizer. Chega de pregar a discórdia não é, meu irmão? E desculpe o atrevimento por chamá-lo assim, porque muitos evangélicos, além de não reconhecer naquele que não é da mesma religião, um irmão, filho do mesmo Pai, nem respondem ao “A paz do senhor” mesmo que seja de outro evangélico que, porém, não é da mesma denominação, ou de uma a qual seu pastor permite que responda. Não interprete minhas palavras como crítica à essa, ou aquela religião. Cada um segue o que toca o seu coração e ninguém converte ninguém você sabe bem disso.

  DAVID MAGNO wrote @

até gostei da sua interpletaçao do email só não defendo a questão dessa briga religiosa entre evangelicos e catolicos se objetivo é o mesmo é espandir o evangelico, enquanto fica essa briga existe muita familia sem entender e sem ser procurada para ser evangelisada ou seja sefrendo sem ter um ser que ela possa acreditar que seu sofrimento, fica aqui a minha duvida será que o dinheiro continua falando mais alto nas igreja.

  DAVID MAGNO wrote @

Aplicando-se espiritualmente, os seguidores de Cristo devem estar ensinando a palavra. Quanto mais ela é plantada nos corações dos homens, maior será a colheita. Mas a identidade pessoal dele não tem importância. Porque ele o faz em nome de Jesus! Eu plantei, Apolo regou; mas o crescimento veio de Deus. De modo que nem o que planta é alguma coIsa, nem o que rega, mas Deus que dá o crescimento (1 Coríntios 3:6-7). Em nossos dias, o semeador tornou-se a figura principal e a semente é bastante esquecida. A propaganda das campanhas religiosas frequentemente contém uma grande fotografia do orador e dá grande ênfase ao seu nível escolar, sua capacidade pessoal e o desenvolvimento de sua carreira; o Evangelho de Cristo que ele se supõe estar pregando é mencionado apenas naquelas letrinhas, lá no canto. Não devemos exaltar os homens, mas sim, completamente ao Senhor! hoje da se mais importancia quem terá mais fieis e disputa entre si, não seria bonito ir a procura das ovelhas perdidas como fez Jesus, do que ficar preocupado com a pregação de uma e de outra ou, das que já estão sendo evangelizada!

  Edilson wrote @

é verdade em meio a tantas coisas que vem acomtencendo algo mim chamor atenção a religião e existe uma pergunta por que na verdade é por que ou pra que tudo isso vem acomtencendo eu estou emeil pessoas estudiosas da Biblía que sabe o que lendo mais e o que vc esta fazendo vc sabe? eu neste momento estou plantando e a colheita que Deus nos abençoe.

  kennya pereira wrote @

berenice le so esses comentarios um grande beijo!

  Wellington Gomes wrote @

Eu concordo que não é castigo divino, mas toda ação enseja uma reação. As pessoas pagam pela sua própria arrogância. No momento em que essas pessoas foram arrogantes ou soberbas elas se tornaram também cegamente despreocupadas, não tomando as devidas precauções (falando especificamente do Cazuza, da mãe da garota do carro e do Titanic). O cuidado que deixamos de tomar muito provavelmente gera para nós grande transtorno à frente (como a mãe da garota que deixou a filha dela entrar no carro guiado por gente bêbada).

Quanto a outras situações, creio que Deus é muito misericordioso, e se ele chama a nossa vida num determinado momento é por dois motivos: 1) porque seria o melhor momento para nós morrermos, talvez vivos sofreríamos mais, como os que perderam parentes na enchente; 2) para que as outras pessoas se lembrem de procurar o auxílio dele, pois Ele merece toda a nossa retribuição e amor (como as pessoas que oram pelos mortos na tragédia no RJ).

  Marina wrote @

Recebi o seguinte recado no Orkut:
Nem mesmo Cristo me tira essa vitória
Apenas lembrando, o engenheiro que construiu o Titanic disse no dia da inauguração do Navio: “Nem Deus afunda este navio”. O final da história? Afundou na primeira viagem.
CUIDADO. De Deus não se zomba!
DILMA DIZ: NEM MESMO CRISTO ME TIRA ESSA VITÓRIA.
¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨
Não vou dizer que Deus é vingativo, pq Ele não é… Deus é amor, é compaixão, é misericórdia… Mas vamos olhar pela lógica: Pessoas que são capazes de desafiar a Deus costumam levar uma vida sem limites, uma vez que se consideram deuses, portanto, dotados de poderes incontestáveis… Assim sendo, se entregam a uma vida desenfreada na busca pelo poder, que oprime, escraviza e que nos leva para um caminho, contrário ao projeto de Deus (que nos criou para termos uma vida plena) e que não nos leva mais à vida, e sim para a morte. O próprio ser humano, conscientemente, disse e repito, agora em outras palavras, para que me entendam melhor, decide qual caminho percorrer (livre arbítrio), ou seja, Deus não obriga ninguém a percorrer o caminho d’Ele. Ter fé e confiar em Deus é ter como base para a vida a Bíblia, que nos ensina a sermos humildes… Gozando de um poder ilusório, utópico, as pessoas não levam em consideração a limitação, condição do próprio ser humano, ignoram o fato da vida ser frágil e dependente de cuidados… Sem cuidados com o próprio corpo, lançam-se ao vício das drogas: morrem com AIDS, assassinados, etc., ou lançam-se ao jogo da política, na incansável busca pelo poder concedido pela eleição, se esquecendo de cuidar da própria saúde… Outros criam inimigos, tão mesquinhos quanto a eles mesmos, e caem em alguma armadilha… Outros, ainda, dirigem embriagados e morrem ao perder o controle do carro, ou consideram o barco (o navio) bom demais a ponto de não correr o risco de afundar, não respeitando a própria natureza (considere este barco como uma metáfora, que evoca uma série de condições humanas). Enfim, motivos não faltarão. O que de fato importa é o que vem depois, Deus é justo, e por justiça nos julga de acordo com a vida que levamos, de acordo com o projeto que tanto nos empenhamos em alcançar! Se optamos pelo caminho de Deus, vamos para junto d’Ele, se não, caso a nossa opção tenha sido o caminho contrário, seja feita a nossa vontade… A escolha é nossa! Que isto nos sirva de exemplos!
Sou católica, e foi exatamente isto que aprendi na minha religião. Fico extremamente triste quando me deparo com textos como este, que julga uma religião baseando-se em apenas alguns fieis, que por sinal, dizem-se católicos sem, no entanto, saber o que de fato a igreja católica prega. Não seria esta ação o mesmo que acreditar que o Titanic afundou e matou mais de 1000 pessoas apenas para que Deus ensinasse a um blasfemo a não desafiá-lo??? É condenar muitos, pelo pecado de alguns. Aprendi, em cursos de teologia, que o padre da minha igreja ministrou, que alguns cristãos, católicos ou protestantes, continuam com uma visão voltada para o Antigo Testamento, acreditando num Deus vingativo, se esquecendo dos ensinamentos de Jesus, que no Novo Testamento vem nos apresentar um Deus diferente do até então conhecido. Jesus vem nos apresentar Deus como um Pai amoroso, misericordioso, prova disso é a parábola do filho pródigo (Lc15,11-32).
Ofendeu-me quando respondeu a um comentário citando que o purgatório era um dogma católico. E é! Não é errado crer nisto. Inferno, purgatório e céu existem. O julgamento final tb (leia Jó 31,14; 2Mc 7,36; Eclo 33,14; Jo 3,19, Rm2,3; Tg 2,13, dentre tantos outros). Mas veja bem, acreditar no purgatório é acreditar justamente na misericórdia divina. Quando uma pessoa morre com pecados veniais, sua alma precisa ser purificada para então participar do ‘céu’. Mas purgatório não é um lugar onde as almas chorosas se desesperam por não terem merecido o céu, e sim, um lugar onde as almas se purificam na certeza da salvação. Diante da certeza do perdão, qual alma choraria? Creio que nenhuma! Alguns católicos, os de mentes mais fechadas, acreditam no purgatório como castigo divino. Quanto a isso vc diz: ‘E a Igreja Católica Romana faz nada para mudar essa mentalidade’. Ora, pode um professor obrigar o aluno a aprender? Se o aluno quer brincar, não quer estudar, podemos culpar o professor por não conseguir ensiná-lo? Acho isto injusto. Lembre-se da parábola do semeador (Mc4,3-9). A igreja ensina, aprender ou não vai depender do coração de quem escuta. É obrigação da igreja, respeitar o livre arbítrio. Se eu não quero seguir o que ela ensina, isto é direito meu. Assim é Deus tb, respeita o livre arbítrio, se seus filhos e filhas não quiserem segui-lo, Ele respeita esta decisão. Isto não indica, todavia, que Ele concorde com a decisão.
Perdi 2 irmãos, que jamais blasfemaram, cristãos, muito amorosos, e que morreram jovens demais. Meu irmão morreu vítima de bala perdida aos 22 anos de idade. Minha irmã morreu de leucemia, três anos após a morte do meu irmão, aos 27 anos. Acreditar que foi obra divina é o mesmo que compartilhar da visão do povo do Antigo Testamento. Pode Deus matar 2 filhos e deixar uma mãe aos prantos? Creio que não! Creio, à luz do Espírito Santo, da Palavra de Deus, do exemplo de Jesus, que Deus participou da morte dos meus irmãos, não matando, mas dando-lhes conforto na hora da morte, e dando-nos forças para superar esta dor.
Peço-lhe, meu caro irmão, que pare de julgar religiões por aquilo que pensa ou por aquilo que escuta de cristãos, que se dizem católicos ou de protestantes que foram católicos, se tais protestantes entendessem o que de fato a igreja católica prega, garanto-lhe que não teriam mudado de religião, uma vez que já teriam encontrado a Deus, pq pra mim o que importa não é a religião, mas o verdadeiro encontro com o Deus verdadeiro, o que muitos infelizmente, ainda que vivam em igrejas, ainda não conseguiram encontrar. ‘¹ Não julguem, e vocês não serão julgados. ² De fato, vocês serão julgados com o mesmo julgamento com que vocês julgarem, e serão medidos com a mesma medida com que vocês medirem. ³ Por que você fica olhando o cisco no olho do seu irmão, e não presta atenção à trave que está no seu próprio olho?(Mt 7,1-3).
Abraço. Espero não tê-lo ofendido com minha resposta, mas ter esclarecido estas questões que ainda estavam obscuras pra vc. Embora não tenha concordado com alguns pontos de vista, parabenizo-lhe pelo texto, uma vez que este apresentou de forma bem embasada, o verdadeiro Deus. Deus o abençoe sempre!

  Marina wrote @

Em relação a fazer o sinal da cruz ao passar diante de uma igreja: a igreja não obriga os fiéis a terem tal comportamento, no entanto muitos o fazem por saber seu real significado. Ao passar diante de igrejas nos lembramos que aquela é uma casa de oração, e acabamos fazendo o sinal como quem diz: eu creio na Santíssima Trindade! Eu (eu disse: EU!), além do sinal da cruz digo: ‘Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo como era no princípio, agora e sempre. Amém!’. Não faço por obrigação ou pq acho que se não fizer serei condenada, a Igreja jamais disse isso, mas este é o momento em que costumo voltar minha atenção para Aquele que merece todo louvor e Glória, toda a atenção! Não vejo mal algum nesta ação, pelo contrário!
Em relação ao que disse sobre o padre dizer ao seu amigo: ‘“pois não leia, não, vai só te confundir.” Não conheço seu amigo, por isso não sei se este é o caso dele, mas o que vejo, em alguns casos, são pessoas que lêem a Bíblia, interpretam como querem e blasfemam tendo a Bíblia como base. A Bíblia se torna então, infelizmente e por incrível que pareça, uma arma nas mãos de hipócritas. Conheci um médico, que foi protestante, mas que hoje é ateu, que ria de religiosos, pois tinha lido uma citação bíblica, interpretou como quis, ou seja, fez uma péssima interpretação da Palavra de Deus, e citando-a blasfemava. Este episódio foi lastimável! Ele, o médico, disse uma vez, quando ouvia nossos comentários a respeito da misericórdia divina: ‘que Deus??? Estou justamente corrigindo a ‘cagada’ (perdão pela expressão!) que o Deus de vocês, que vocês acreditam existir, fez!’ Temos que ler a Palavra à luz do Espírito Santo, para compreendê-la. Precisamos de uma igreja, para nos orientar. Não fosse assim, para quê serviriam igrejas? Por isso acho fundamental que cristãos, independente de religião, se unam, no intuito de esclarecer ao povo a respeito de Deus! Vamos nos unir?

  Marina wrote @

Correção: onde se lê: pecados Vienais leia-se pecados veniais. Houve um erro de digitação!

  Postagens Populares de Agosto, 2011 « Caderno Teológico wrote @

[...] Tancredo Neves, Cazuza, e Uma Grade de Ovos [...]

  kathlyn wrote @

Que deus abençoe quem fez isto pois se for necesario para ajudar ou punir alguem deusé deus e nao devemos falar que nao é mais agora fala que estes fatos poderiam ser o destino uma compra ou uma doença pode ate ser mais quem criou tudo isto?Foi Deus então ele da ele tira entao nuca duvide de DEUS E DO QUE ELE É CAPAZ D FAZER PARA AJUDAR OU PUNIR <3

  lulu wrote @

estamos no mundo contaminado pelo pecado, assim temos e vivemos por consequencia disso, e quando acontece alguma coisa ruim, ñ foi deus q causou , mais sim o adão, foi ele quem nos sentenciou, nascemos c seu pecado, então tudo q é d ruim vem do diabo q usou adão, e de adão q deixou ser usado. temos de agradecer muito a deus por nos dar força e proteger agente deste mundo governado pelo diabo.(por enquanto)

  ezequias wrote @

escuta aqui meu amigo com Deus não se brinca.

  Edilson wrote @

DEUS é para ser adorado não para ser desafiado quem desafia A DEUS é louco.

  robson demetrio de freitas wrote @

Gostei do que voce escreveu. Eu vi essa do tancredo no face mas no entanto ele nunca pertenceu ao (PDS) ele foi do (PP) e fundou o (MDB) do (PDS) era maluf que foi derrotado na ultima eleição por voto indireto, quanto ao que ele disse não sei se é verdade eu nunca li nada sobre este assunto dste grande politico brasileiro.Mas eu sou mais JESUS rsrsrs

  Ane wrote @

Não temas.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: